Leitura: Não brinque com fogo – John Verdon.

Olá gente, tudo bem??
Que tal uma boa leitura para o fim de semana?? Hoje vim mostrar para vocês um dos últimos livros que li: Não Brinque com fogo do escritor John Verdon. Mas uma incrível história para quem gosta de livros policiais e de investigação.

Não brinque com fogo é o terceiro Livro da série protagonizada pelo personagem David Gurney. O primeiro da sequência é o livro Eu sei o que você está pensando, que eu já mostrei para vocês aqui no Blog.  Eu pulei o segundo livro e fui direto para o terceiro porque, a princípio, a trama e interessou mais.  Como os casos de cada livro são independentes, é possível ler fora da sequência sem prejudicar o entendimento do enredo. Claro que, para compreender exatamente a histórias dos personagens principais, é recomendável ler na sequência.


Antes de falar sobre o livro, vamos à sinopse:

“No ano 2000, um criminoso que ficou conhecido como Bom Pastor matou seis pessoas em estradas, dentro de seus carros em movimento. Na época, ele enviou um manifesto à polícia no qual deixa claras suas motivações: uma cruzada solitária contra a ganância. Após o sexto assassinato, no entanto, encerrou a matança e nunca foi descoberto. Dez anos depois, uma jovem estudante de jornalismo está fazendo um documentário sobre os familiares das vítimas quando coisas estranhas começam a acontecer em sua casa. Objetos são trocados de lugar, maçanetas são afrouxadas, luzes se apagam sozinhas. Assustada ela contrata Dave Gurney como consultor. Depois de ler o material sobre o caso- incluindo o perfil psicológico do assassino elaborado pelo FBI-  o detetive coloca em dúvida toda a lógica da investigação. Ao confrontar os agentes responsáveis, porém, Cave percebe que estava mexendo em um ninho de vespas, o que fica evidente quando até as pessoas que o apoiaram no passado se voltam contra ele. Agora seu único aliado é o antigo parceiro Jack Hardwick, um policial grosseirão e debochado que não esconde seu desprezo por autoridades. Com sua ajuda, Dave tem acesso aos relatórios confidenciais do caso e começa a fazer sua própria investigação. Mais uma vez ele se colocará em risco quando tenta provar seu ponto de vista e capturar o criminoso. Além de reunir todas as qualidades da séria Dave Gurney – personagens bem construídos e uma admirável engenhosidade narrativa- “Não Brinque Com Fogo” vai além: é um lembrete do poder da fé em si mesmo num mundo onde isso é cada vez mais raro.”


Não brinque com fogo foi um livro que brincou com minhas emoções. A princípio achei sem graças, uma leitura cansativa e um tanto tediosa pela maneira me o caso foi apresentado. Como os crimes foram cometidos há 10 anos e voltou à tona por um projeto de uma estudante de jornalismo, os fatos foram demorando a aparecer.  Em compensação, quando o detetive começa a descobrir diversas pontas soltas no caso, a coisa começa a ficar mais interessante a cada página. A história paradinha e tediosa dos primeiros capítulos, se torna uma história intrigante, eletrizante e até um pouco tensa que me fez mergulhar de vez no livro.


É interessante que, a história me envolveu tanto, que fiquei o tempo todo elaborando um monte de teorias junto com o detetive Dave Gurney. Toda a minha teoria forma um fracasso, diga- se de passagem, haha.  Mas isso que acho mais legal, entrar na história, ficar imaginando como, porque, tentando descobrir o assassino e no final ter uma grande surpresa.

Eu amei e super indico esse livro. Para quem gosta do gênero Policial, John Verdon é um grande nome a ser indicado.
Por hoje é isso gente, espero que tenham gostado da indicação.
Super Beijo e ótimo fim de semana.














PS:  Imagens retiradas do banco de imagens do Google  porque eu tirei um milhão de fotos e nenhuma prestou ¬¬’


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Máscara Red Revival Amend

Resenha: Pó Compacto Micronizado Dailus.

Resenha: Fixador de sombras e Glitter Dailus

Resenha: Máscara Hidratação Sol – Mar - Piscina Acquaflora

Curso de Automaquiagem na Sumirê – Dailus.

Resenha: Batom nº 40 da Vult - Mais uma opção de Marsalla.