Mês das Noivas: quebrando a tradição do vestido branco

Olá gente, tudo bem?
Já entramos no mês de Maio, e como todo mundo sabe, maio é considerado o Mês da Noivas, não é mesmo? Eu já sou casada, e embora não tenha feito nenhuma cerimônia religiosa, me casei usando um vestido preto, o que causou bastante estranheza, afinal, a tradição é usar branco.


Na minha opinião, o vestido de noiva branco, embora seja maravilhosamente lindo, ele é só mais um “padrão” que acabou sendo imposto pela sociedade ao longo da história.  E ainda hoje em dia, quando alguém resolve ousar e quebra o padrão do vestido branco, isso causa certa polemica.
O post de hoje é para mostrar que é possível sair do padrão, e continuar linda, maravilhosa e deslumbrante no grande dia. Vamos ver?
Para quem quer sair um pouco do tradicional, sem abandonar totalmente o branco, que tal vestidos com detalhes coloridos? Ficam muito bonitos sem ficar totalmente fora do “padrão”. Uma ótima alternativa para quem tem receio de ousar demais.



Para quem tem um pouco mais de coragem, pode optar por vestidos todo colorido e com cores mais fortes. A escolha da cor e do modelo pode te fazer ficar com um ar mais delicado, ou até mais pesado, dependendo muito do seu estilo e de sua personalidade.




E para fugir de todos os padrões, que tal investir no curto, além das cores? Também ficam bem lindos e super femininos.



Gostaram das inspirações? Eu super usaria um vestido colorido, sem dúvida nenhuma. Os meus preferidos são os vermelhos e os pretos, bem ousado para um casamento. Mas porque não? Afinal, o casamento é seu, e se você gosta, se combina com você, se joga!

Por hoje é isso. Espero muito que tenham gostado.

Super Beijo.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha: Máscara Red Revival Amend

Resenha: Sébium Global Bioderma - Tratamento para pele oleosa e acneica.

Resenha: Pó Compacto Micronizado Dailus.

Resenha: Fixador de sombras e Glitter Dailus

Resenha: Máscara Hidratação Sol – Mar - Piscina Acquaflora

Curso de Automaquiagem na Sumirê – Dailus.